Tendências para o Futuro do Mercado de Óticas

Por Beatriz Tiba

Manter sua ótica atualizada, com produtos inovadores que estejam alinhados às tendências para o mercado de óticas, é imprescindível para fazer parte desse crescimento, sendo assim, neste momento, a melhor forma de identificar oportunidades é estar por dentro das estatísticas mais recentes do ramo.

Existem atualmente 23 mil pontos de vendas de óticas no Brasil (2018). Cerca de 85% dos óculos vendidos no país são importados e desde o início do ano, o dólar subiu mais de 20% sobre o real e o setor espera uma correção de preços no varejo.

Se o varejo repassar toda a alta do dólar, o consumo diminui. Entendemos que o melhor a fazer é reduzir a margem de lucro para manter o faturamento (ABIOPTICA).

Outro movimento que deve se acirrar influenciado justamente pelo crescimento das grandes redes é a profissionalização das pequenas varejistas, conforme as maiores vão expandindo e ganhando mercado.

Mercado das tendências para óticas

As óticas, principalmente as menores, são obrigadas a melhorar sua maneira produtiva e a gestão. Já que a consolidação dos grandes grupos faz com que essas varejistas de menor porte tenham que correr atrás.

O mercado está mudando muito e as lojas que não se profissionalizaram, vão ser incorporadas por alguma rede ou vão fechar as portas (SEBRAE).

Como, por exemplo: Há uma evolução tecnológica nas lentes e um desenvolvimento extraordinário no design dos óculos, e isso foi acompanhado pelo mercado, é uma grande tendência e fator crucial para continuarmos crescendo, portanto, seguem algumas dicas para você empreendedor do segmento ótico investir:

1. Quais são os produtos mais vendidos em óticas?

Os produtos que têm maior demanda no mercado são armações de óculoslentes de óculos (grau, solares, polarizadas, espelhadas), lentes de contato e acessórios (como plaquetas, porta óculos, produtos para a limpeza).

Desta forma, os principais aspectos apontados pelo público na hora da escolha de armações de receituário foram: necessidade, leitura, trabalho e moda.

2. Hábitos dos consumidores

As características que os consumidores julgam mais importantes na escolha da ótica ideal são: preço, atendimento, ambientação, vitrine, variedade de produtos, serviços (como atendimento domiciliar) e atributos especiais (como brindes, promoções, sorteios).

3. Mercado consumidor

As tendências para óticas recebem muita influência dos consumidores. No momento, o cliente busca comprar em lojas físicas pela garantia, possibilidade de experimentar o produto, múltiplas variedades, bom atendimento, descontos, parcelamentos. 

No ano de 2017, as classes B e C foram responsáveis pelo consumo de mais de 86% do mercado óptico brasileiro. O Sudeste liderou a concentração do consumo dessas classes, com 58,02% do total de compradores.

Além disso, a internet é bastante utilizada pelos consumidores, no entanto, somente para busca de informação e pesquisa de preço, e não para a compra do produto final, devido à dificuldade na escolha do produto, não possibilidade de experimentação e poucas variedades de pagamento.

Qual o principal desafio atual para o mercado de ótica?

O principal desafio é enfrentar e intensificar a fiscalização em relação à pirataria, lutando no combate aos produtos falsos e contra as importações ilegais.

4. Preferência do mercado

O consumidor prefere comprar em lojas de rua, seguido por lojas de shopping, quiosques, camelô, clínicas, lojas de departamento, internet, lojas de streetwear e lojas de vestuário e catálogo.

E a maioria das óticas e laboratórios preferem trabalhar com produtos importados por julgar que eles têm melhores preço, qualidade, variedades e tecnologia quando comparados aos nacionais.

O setor de óticas ainda vê um grande potencial de crescimento, especialmente com a adoção de políticas públicas que incentivem o exame de vista. “Muitos brasileiros precisam de óculos e não sabem”, disse o presidente da Abióptica (Associação Brasileira das Indústrias Ópticas).

Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) apontam que metade da população mundial precisa de óculos, porém, apenas 20% dos brasileiros usam óculos, segundo estatísticas do IBGE.

5. Automatização e tecnologia

As tarefas de gestão de uma ótica exigem tempo, especialmente se houver a necessidade de retrabalho, nesse cenário, a tecnologia é de grande auxílio, porque, em primeiro lugar, ajuda a reduzir os erros.

Uma das tendências para óticas, e quase necessidade, é contar com um sistema de gestão para acelerar a execução de várias tarefas. Com a automação de etapas e a estruturação de processos, tudo é concluído rapidamente, sem perder efetividade.

Portanto, com um menor tempo gasto no gerenciamento, há maior produtividade e dedicação a outras áreas importantes, ajudando a diminuir os custos.

Kero Ótica

O sistema especializado em gestão de óticas, otimizando o gerenciamento de sua ótica: tenha controle dos receituários de seus clientes, planeje suas compras, agilize seu atendimento, monitore seu fluxo de caixa e tenha total controle de suas vendas em tempo real!

Faça já o teste GRÁTIS: Kero Ótica Teste Grátis!

Última atualização: 14/04/2020.

Referências

ABIPOTICA. Retomada das óticas fica para 2018 e setor deve consolidar. Disponível em: <https://www.abioptica.com.br/retomada-das-oticas-fica-para-2018-e-setor-deve-se-consolidar/>. Acesso em 20 dez, 2018.

IBGE. Instituto brasileiro de geografia e estatística. Disponível em: <https://www.ibge.gov.br/>. Acesso em: 10 dez, 2018.

SEBRAE. Óticas como oportunidades para novos negócios. Disponível em: <http://www.sebraemercados.com.br/wp-content/uploads/2015/08/2014_07_31_BO_Agosto_Varejo_Oticas_pdf.pdf>. Acesso em: 10 dez, 2018.