Como organizar as cobranças de ótica

Por Micheli Montarini

Se uma uma coisa que as óticas que trabalham com crediário próprio não conseguem fugir, é de clientes inadimplentes. Por esse motivo, é tão essencial entender como organizar as cobranças de ótica, para gerenciar completamente o financeiro da empresa.

Você, provavelmente já passou pela situação, onde o cliente chega na sua ótica, faz uma compra parcelada, paga as primeiras parcelas e depois deixa algumas parcelas em aberto. Através da facilidade do parcelamento alguns clientes são motivados a comprar, mesmo sem terem como pagar.

Infelizmente, essa é uma realidade que existe em vários segmentos, mas para te ajudar a lidar melhor com essa situação e evitar o máximo possível de prejuízos, separamos 6 dicas para você sobre como organizar as cobranças de ótica.

1. Conhecer seu cliente  é fundamental

Para diminuir a inadimplência o primeiro passo é conhecer o seu cliente. Por isso antes de fazer uma venda parcelada, faça consultas do CPF nos órgãos de proteção ao crédito.

O ideal também é formular uma análise de crédito para poder liberar um limite para o seu cliente. Pois você pode elaborar um histórico de compras, com a pontualidade dos pagamentos, as formas de parcelamento e o ticket médio de compras e outras informações relevantes. 

Dessa forma, você terá como verificar as melhores estratégias no momento da venda e da cobrança.  Claro que é necessário diferenciar um cliente novo de um cliente tradicional. Lembre-se de desconfiar de vendas acima do ticket médio da loja e também do cliente, pois quando ampliamos o valor máximo permitido para compras parceladas incentiva o cliente a comprar mais.

Porém se o valor da compra estiver muito acima do valor de costume, isso pode transformar um bom pagador em um potencial inadimplente. Por isso, ter um histórico de compras do cliente é muito importante.

2. Faça cobranças

Muitas óticas ainda acreditam que que é função do cliente honrar com os pagamentos. E estão corretas! Mas a ótica também precisa receber e sabemos que muitas pessoas não organizam suas finanças pessoais e acabam deixando as dívidas de lado.

Entendemos que a relação entre entre quem vende e quem compra é simples: A ótica precisa oferecer um serviço de qualidade e o cliente precisa pagar o que foi acordado. Por isso, não tenha medo de cobrar.

Mas cuidado! Siga todas as regras da defesa do consumidor e nunca, de forma alguma, constranja seu cliente, além de causar uma impressão negativa da sua ótica, que pode ser passado para outros, o cliente também pode recorrer ao código de defesa do consumidor, que o protege nessas situações.

3. Avalie as opções

Quando fizer as cobranças facilite para que o cliente pague o mais rápido possível, tente criar um ambiente onde ele possa te contar o real motivo de não ter pago e assim você poderá oferecer uma alternativa que se encaixe no orçamento dele. 

Tenha sempre em mente que quanto mais você entender e ajudar seu cliente,  mais ele terá empatia e boa vontade no pagamento. E, muitas vezes, ampliar as formas de recebimentos pode ajudar, como por exemplo: Transferências, ir receber em algum local e ou receber no cartão de crédito pode ser uma alternativa de conseguir com que o cliente quite o débito na sua ótica.

4. Oriente a sua equipe

Uma equipe treinada é fundamental na hora da cobrança. É importante que a equipe esteja treinada e orientada para atender com qualidade e empatia. Deixe bem claro para a sua equipe que o cliente pode estar passando por um momento difícil, mas que ele pode superar essa fase e no futuro realizar novas compras.  

5. Utilize um sistema de gestão

Mesmo que tenha um problema, com organização é possível diminuir o impacto dos clientes inadimplentes em sua ótica. E se quer entender como organizar as cobranças de ótica, um sistema específico para óticas facilitará isso e o controle da inadimplência.

Com o software você poderá se relacionar com o cliente devedor, fazer o cálculo de juros e multa, enviar SMS ou WhatsApp informando os débitos existentes, tirar um relatório e fazer um acompanhamento. Por isso, ter a ajuda de um sistema específico para óticas pode ser a peça chave para diminuir a inadimplência da sua ótica. 

6. Coloque em prática as dicas

Eu sei que você tem muitas coisas a cuidar, mas reserve um período para dar uma atenção nessa questão. E como seu dia é muito atarefado, otimize seu tempo e coloque as dicas em prática. Não esqueça de manter a calma e o profissionalismo nesse momento para que a situação se reverta em fidelização e novas vendas. 

Saiba como entender a fundo a situação do seu cliente, fazer uma cobrança correta e, se necessário, avaliar as melhores formas para uma negociação. Tudo isso para diminuir a inadimplência da sua ótica.

Assim como, fazer uma cobrança online e continuar recebendo, mesmo agora, em um momento de crise. Veja agora mesmo o E-Book: Como Fazer uma Cobrança Online Assertiva.