tipos-lentes

Conhecendo os Produtos da sua Ótica: Tipos de Lentes

21 de abril de 2019

No último post, você conheceu um pouco mais sobre os materiais utilizados na fabricação dos óculos e os modelos de armação disponíveis no mercado. Também aprendeu como combinar cada tipo de rosto com cada armação, para compor um visual mais harmônico.

Hoje eu trouxe informações sobre as lentes, com um embasamento mais técnico para lhe ajudar a melhor atender as necessidades de cada cliente da sua óptica.

Diferenças das opções e variações de lentes

Você conhece a extensa variedade de lentes para óculos receituário? E com quais você trabalha na sua ótica? Aqui vamos lhe dar alguns exemplos de materiais, foco, valor dióptrico ou índice de refração e tratamentos que é importante você conhecer para estar sempre a frente no mercado óptico.

Materiais de Lentes

Atualmente, existem inúmeros tipos de lentes para óculos receituário, dependendo da necessidade de cada cliente. Elas podem ser de vidro ou cristal, acrílico, policarbonato, Tribrid ou Trivex. O material poderá sofrer variações de acordo com a precisão do consumidor. Sendo assim, aqui vão as informações de cada uma:

  • Vidro ou cristal: Lente produzida de mineral, resistente a pequenos riscos, porém, mais frágil a queda, por isso, não é indicada a crianças ou a prática de esportes.
  • Acrílico: Lente mais leve e confortável, também permite uma visão periférica maior, além da possibilidade de variação de cor.
  • Policarbonato: A lente mais resistente do mercado, usada em materiais que precisam de consistência, sendo assim, é muito indicada a crianças e praticantes de esportes.
  • Tribrid: Lente extremamente leve e muito resistente, além do que, pode ter coloração de até 85% em castanho, cinza e verde.
  • Trivex: Lente de resina altamente leve e resistente, com grande visão periférica e muito transparente relacionada às demais.

Foco de Lentes

  • Quando o assunto é o foco da lente, não existem diferenças tão grande entre cada uma. Basicamente, são quatro tipos delas:

    Monofocal é a mais simples, apenas com um campo de visão, é receitada à pessoas que têm dificuldades em enxergar apenas de longe ou de perto.

    Bifocal, possui dois campos de visão, geralmente são mais utilizadas por pessoas acima de 40 anos, onde permite ver tanto de longe quanto de perto, mas essa divisão é aparente na lente, com isso, pode ser desvantajoso e de certa dificuldade na adaptação e na estética do óculos.

    Trifocal, similar à bifocal, mas possui três campos de visão e duas linhas divisórias na lente, idem na dificuldade de adaptação e estética do óculos.

    Multifocal ou Progressiva é a lente mais moderna em questão de foco, uma adaptação mais confortável da trifocal, que permite enxergar de longe, mais aproximado e bem perto, porém, sem interrupções na lente, de forma gradual.

Valor Dióptrico ou Índice de Refração de Lentes

Após saber qual a dificuldade de visão, será decidido a lente ideal, nesta questão, o valor dióptrico é usado na correção da visão. Podem existir lentes positivas (convergentes) e negativas (divergentes), que basicamente são curvaturas na lente, sendo que, é o número da quantidade de material que desvia a luz, com o centro ou bordas mais grossas, já que quanto mais material houver, mais devagar a luz passa.

  • Positiva ou Convergente: Lente com o centro mais espesso, sendo assim, a luz entra menos pelo centro e mais pelas bordas. Esta lente é usada para correção de hipermetropia e astigmatismo.

  • Negativa ou Divergente: Lente com as bordas mais grossas, de forma que, a luz entra mais pelo centro e menos pelas bordas. Esta lente é usada para correção de miopia, já que possui dificuldade de enxergar de longe.

Tratamentos de Lentes

Tão importante quanto a qualidade da lente, os tratamentos aplicados sobre esta facilitam o uso no dia-a-dia e protegem a lente de determinados danos, podendo ser acrescentada durante a fabricação. Entre eles estão:

  • Antirrisco: Lentes com proteção contra pequenos arranhões;
  • Antirreflexo e proteção UV: Protege os olhos contra a luz solar e, ajuda na nitidez em lugares com muita iluminação;
  • Antiembaçante: proteção contra embaçamentos e as gotas de água saem com mais facilidade;
  • Filtro Azul: Este filtro não permite que a toda a luz azul emitida pelos aparelhos eletrônicos chegam aos olhos do usuário, reduzindo o exaustão ocular;
  • Anti Engordurante: protege contra a possibilidade de fixar gordura ou sujeira na lente;
  • Lentes Transitions: estas lentes possuem uma tecnologia de fotossensibilidade que ao entrar em contato com a luz solar, escurecem, a fim de reduzir o impacto da luz sobre os olhos.

Lentes de Contato com Grau

Além das lentes de óculos receituários, uma opção é a lente de contato. Ela pode ser usada para todas as correções de visão, diretamente sobre a camada de película lacrimal na superfície da córnea. Assim como as lentes dos óculos, todas as lentes de contato também possuem variações e podem ser usadas em diversos casos.

Diferentemente das lentes para óculos, as lentes de contato precisam ser trocadas a cada período de tempo, podendo ser diariamente, quinzenalmente, mensalmente ou somente uma vez ao ano. Dependendo do período de troca, as lentes de contato podem ser mais acessíveis comparada aos óculos e sua manutenção.

Baixe nossos materiais, sem custo algum