post-nota-fiscal

Você sabe o que é, como e quando emitir a Nota Fiscal de Devolução na sua ótica?

8 de abril de 2019

Você já se viu em uma situação em que precisaria devolver a mercadoria para seu fornecedor? E quando é seu cliente que deseja fazer a devolução? Como proceder nestes casos?

Se você possui uma ótica, certamente sabe que quando uma venda é finalizada, é necessário emitir uma nota fiscal. Mas você sabia que ela também é de suma importância quando um produto é devolvido?

Nota Fiscal de Devolução é uma nota que visa anular uma operação de compra, resultando no estorno dos impostos recolhidos pela operação realizada. Sua emissão é fundamental para manter o controle do estoque e, consequentemente, da organização de sua loja. No entanto, é essencial que seja feita da forma correta, para que não haja nenhuma confusão posteriormente.

Quando devo emitir uma Nota Fiscal de Devolução?

Existem dois casos que necessitam notas de devolução.

O primeiro ocorre quando quem realiza a devolução do produto é o próprio lojista, que está encaminhando a mercadoria de volta ao fornecedor, seja pelo fato de não ter chegado, estar com defeito ou simplesmente por ter passado da validade permitida para o seu cancelamento, sendo necessário a emissão de uma nota fiscal de devolução.

Neste caso, é uma nota de saída que caracteriza a devolução da mercadoria para a empresa de origem, que é fundamental, pois deve acompanhar a mercadoria no momento do transporte.

No segundo caso, o consumidor é quem deseja devolver a mercadoria que comprou na ótica.  Então você deve efetuar uma nota de devolução, registrando uma entrada no estoque, comprovando assim que os impostos destacados naquela mercadoria precisam ser estornados e recolhidos posteriormente em uma próxima venda.

Como funciona a entrada e a saída de estoque?

Nas ocasiões em que o lojista necessita fazer a devolução da mercadoria para a empresa de origem, a nota deve ser emitida de maneira igual à nota fiscal de saída, ou seja, a nota fiscal de venda, incluindo os impostos destacados na nota.

Para os casos em que o consumidor está fazendo a devolução para o lojista, a sua empresa deve fazer a nota de devolução com um CFOP de entrada, pois a compra do consumidor foi emitida uma nota de venda com CFOP de saída.

Mas calma! Não precisa esquentar a cabeça com tanta burocracia.

Sabemos que gerir uma ótica não é fácil e, em meio à tantas situações que requerem sua atenção, é compreensível que tenham ficado algumas dúvidas, portanto você pode seguir as orientações do seu contador para realizar qualquer nota de devolução.

Além disso, é comum o uso de sistemas que facilitam nos processos de devolução e ao mesmo tempo otimizam todo o funcionamento de estabelecimentos como o seu, que é o caso do sistema Kero Ótica, completo e ideal para o seu negócio!

Baixe nossos materiais, sem custo algum